Carga de cereais vinda da Ucrânia autorizada a seguir para Líbano

(Agência Lusa)

O primeiro navio carregado de cereais que saiu da Ucrânia depois da invasão da Rússia, em fevereiro, já foi inspecionado em Istambul e vai seguir caminho para o Líbano, anunciou hoje o Ministério da Defesa da Turquia.

Segundo o Governo turco, a equipa de inspeção — constituída por funcionários da Ucrânia, Rússia, Turquia e das Nações Unidas – terminou a revisão a bordo do ‘Razoni’, que está ancorado na costa de Istambul, no Mar Negro, perto da foz do Bósforo.

O navio, que, de acordo com informações das Nações Unidas, transporta 26.527 toneladas de milho, partiu na segunda-feira do porto de Odessa, na costa ucraniana do Mar Negro.

Imagens divulgadas hoje na rede social Twitter pelo Ministério da Defesa turco mostram um inspetor a mexer num recipiente aberto cheio de milho.

A Ucrânia e a Rússia assinaram, em 22 de julho, acordos com a Turquia e a ONU para desbloquear a exportação de toneladas de cereais bloqueados nos portos do mar Negro.

Numa cerimónia realizada na cidade turca de Istambul, sob a mediação de Ancara e da ONU, foram assinados dois documentos similares mas em separado, já que a Ucrânia recusou assinar o mesmo papel que a Rússia. O protocolo irá vigorar durante quatro meses, sendo, no entanto, renovável.

O acordo de Istambul inclui dois documentos: um sobre as exportações de cereais da Ucrânia e outro sobre a exportação de produtos agrícolas e fertilizantes russos.

Os documentos determinaram a criação do centro de controlo em Istambul, dirigido por representantes das partes envolvidas: ucranianos, russos, turcos e representantes da ONU, que deverão estabelecer o cronograma de rotação de navios.

O acordo implica que passe a ser feita uma inspeção dos navios que transportam os cereais para garantir que não levam armas para a Ucrânia.

A Rússia lançou em fevereiro uma ofensiva militar na Ucrânia, condenada pela generalidade da comunidade internacional, que respondeu com o envio de armamento para a Ucrânia e o reforço de sanções económicas e políticas a Moscovo.

Partilhar
Definições de Cookies

A Rádio 94FM pode utilizar cookies para memorizar os seus dados de início de sessão, recolher estatísticas para otimizar a funcionalidade do site e para realizar ações de marketing com base nos seus interesses.

Estes cookies são necessários para permitir a funcionalidade principal do site e são ativados automaticamente quando utiliza este site.
Estes cookies são necessários para permitir a funcionalidade principal do site e são ativados automaticamente quando utiliza este site.
Estes cookies são necessários para permitir a funcionalidade principal do site e são ativados automaticamente quando utiliza este site.

Cookies Necessários Permitem personalizar as ofertas comerciais que lhe são apresentadas, direcionando-as para os seus interesses. Podem ser cookies próprios ou de terceiros. Alertamos que, mesmo não aceitando estes cookies, irá receber ofertas comerciais, mas sem corresponderem às suas preferências.

Cookies Funcionais Oferecem uma experiência mais personalizada e completa, permitem guardar preferências, mostrar-lhe conteúdos relevantes para o seu gosto e enviar-lhe os alertas que tenha solicitado.

Cookies Publicitários Permitem-lhe estar em contacto com a sua rede social, partilhar conteúdos, enviar e divulgar comentários.